Terça-feira, 27 de Maio de 2008

OS 10 MANDAMENTOS DE UM BOM CURRICULUM

 POR FLÁVIO FREITAS

 

 

1º. MANDAMENTO – ESTILO DE FONTE: procure sempre usar as fontes Tahoma ou Verdana, que são mais “clean”. Nunca utilize fontes rebuscadas. Quase sempre o selecionador não tem tempo de “decifrar” essas letras e acaba colocando o seu curriculum de lado.

 

2º. MANDAMENTO – UMA PÁGINA: não importa se você tem 20 anos de experiência, todo o texto importante deverá ser adequado a uma página. Os selecionadores não querem perder tempo para ler as duas páginas na hora da seleção.

 

3º. MANDAMENTO – SCRIPT PROFISSIONAL: antes de iniciar a confecção do seu curriculum, faça uma lista detalhada desde o seu primeiro emprego. Descreva, detalhadamente, tudo aquilo que fez e quais foram as suas principais realizações em cada emprego. Isto ajudará na escolha dos pontos mais relevantes, evitando repetições e informações desnecessárias.

 

4º. MANDAMENTO – PROFICIÊNCIA EM LÍNGUAS ESTRANGEIRAS: na hora de escrever sobre a sua proficiência seja claro e adote a seguinte escala de conhecimento: lê bem, escreve bem, fala bem, fluente. É muito desagradável o entrevistador iniciar uma entrevista na segunda língua e você não conseguir responder à terceira ou à quarta pergunta. Somente é fluente em uma segunda língua quem lê, fala e escreve bem este idioma.

 

5º. MANDAMENTO – CUIDADO COM A REPETIÇÃO: leia e releia o seu curriculum diversas vezes. Tenha o bom senso de não repetir a mesma informação, duas ou três vezes, escrita com outras palavras.

 

6º. MANDAMENTO – CONHECIMENTO TÉCNICO E CONHECIMENTO GERENCIAL: observe o cargo para o qual você está se candidatando. Perceba o que é importante destacar. Às vezes, para cargos de chefia, por exemplo, é importante colocar as suas habilidades humanas no gerenciamento e solução de conflitos.

 

7º. MANDAMENTO – ATENÇÃO PARA TELEFONES E CELULARES: cuidado com os números de telefone que você colocará à disposição do selecionador. Geralmente, ele não tentará contatá-lo pela segunda vez, se não conseguir na primeira. Não deixe crianças atenderem o seu telefone em casa e conscientize a sua família da importância do bom atendimento telefônico. Qualquer recado deve ser anotado de forma clara: quem ligou, de qual empresa, qual o recado e qual o número de telefone para retorno. Pense que em grandes organizações será difícil localizar uma pessoa somente pelo primeiro nome.

 

8º. MANDAMENTO – SAIBA CLARAMENTE O QUE VOCÊ ESCREVEU NO SEU CURRICULUM: tenha certeza absoluta que você sabe, de cor e salteado, todas as realizações que escreveu no seu curriculum. Normalmente, o entrevistador consegue perceber quando você colocou informações que não são verdadeiras, principalmente se você gaguejar sobre elas ou começar a suar frio durante a entrevista.

 

9º. MANDAMENTO - FONTES DE REFERÊNCIA: cheque pessoalmente todas as fontes de referência que você colocará no seu curriculum. Nunca coloque o nome de alguém com quem não tenha mais contato ou se for um chefe antigo. Avise as pessoas de que deixou o seu nome à disposição para referências. É muito desagradável para o selecionador ouvir a seguinte pergunta: Fulano de onde mesmo?

 

10º. MANDAMENTO – NÃO MINTA: este é um simples e definitivo mandamento. Nunca minta sobre as realizações que nunca alcançou, lugares que nunca esteve e projetos que nunca fez. Em algum momento do processo seletivo o tiro pode sair pela culatra.

 

Procurar emprego sempre é um processo difícil, mas lembre-se: Curriculum é o seu Portfólio de Venda. Você só será um profissional de destaque se conseguir comunicar através desta página o diferencial de liderança que existe em você. Boa Sorte!

sinto-me:
publicado por momentoskatia às 17:25

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Maio de 2008

Curiosidades sobre bebês na história...

Nos tempos das "fraldas de pele"

A vida das crianças na Antigüidade não era moleza, não. Os bebês esquimós que o digam. Para driblar o gelo e, ao mesmo tempo, conter o xixi e o cocô nas noites frias de inverno (quando os termômetros marcam –24º C), o jeito era embrulhar o bumbum da garotada com o que havia por perto. A pele de gaivota, um pássaro que dava sopa na região, logo virou material para as fraldas primitivas. Já os índios americanos, que não eram nada bobos, preferiam enrolar seu filhos em peles de coelho – uma opção bem mais quentinha.
 
O reizinho sujão

Luís XIII, que foi o monarca da França entre 1610 e 1643, é reconhecido por ter tornado seu reino uma das maiores potências européias, seguindo os conselhos do seu ministro-chefe, o Cardeal Richelieu. O que os livros não costumam registrar é o lado sujo de sua história, ou melhor, de sua infância. O filho de Maria de Médicis e do rei Henrique IV nasceu em 1601 em Fontainebleau, nas redondezas de Paris, numa época em que se acreditava que a água deixava o corpo amolecido, prejudicava a sabedoria e, de quebra, atrapalhava o crescimento. Ou seja, tudo o que os pais não queriam para o herdeiro da Coroa. Assim, o futuro soberano só foi autorizado a tomar um bom banho quando completou 7 anos de idade.
 
Pra que sapato?

No século 18, quando o Brasil ainda era uma colônia portuguesa, os bebês viviam com os dedinhos à solta. A regra era a seguinte: enquanto a criança não estivesse andando com as próprias pernas, não precisava de calçados. O vestuário infantil, naqueles tempos, também era muito simples. Camiseta e casaco de lã ou fustão, além de touca de seda branca, bastavam para compor o visual dos pequenos.
 
Parto à moda dos Incas

As mulheres incas, povo pré-colombiano que viveu na região dos Andes, na América do Sul, davam à luz sozinhas, sem a ajuda de parteiras ou médicos. Elas cortavam o cordão umbilical usando um pedaço de cerâmica e o guardavam, para que o bebê comesse caso ficasse doente. Depois, tomavam banho com a criança em uma corrente de água próxima, envolviam o pequeno em tiras de pano e voltavam ao trabalho como se nada tivesse acontecido. Enquanto isso, os homens ficavam de resguardo. Eles se deitavam numa rede para gemer e chorar como se estivessem sentindo as dores do parto. Assim, a comunidade inteira ficava sabendo quem era o novo pai no pedaço.
 
No tempo dos faraós

No Egito Antigo era comum as crianças andarem nuas até a adolescência. Pudera. A temperatura no deserto é muito alta e, às vezes, beira os 50 ºC! A cabeleira dos pequenos também era raspada – o que, convenhamos, ajudava a suportar aquele baita calorão. Os meninos e as meninas exibiam apenas um tufo, semelhante a um rabo de cavalo, que ficava preso no lado direito da cabeça. Essa madeixa era o símbolo egípcio da juventude.
 
No Brasil Colônia

Quando o nosso país estava sob o domínio de Portugal, ainda no século 18, a higiene pública era precária, e os costumes, bem diferentes. Os bebês, por exemplo, recebiam um banho de manteiga e substâncias oleosas assim que nasciam. Era o que ensinava a sabedoria popular para mantê-los limpinhos. Os médicos daquela época, mais precavidos, recomendavam apenas banhar o recém-nascido em água morna e sabão.
 
A mamadeira é um troféu

Sabe por que os caçadores antigos levavam pra casa os chifres de animais? Não era só para provar sua bravura durante as batalhas ou para ficar exibindo aos amigos. Na Idade Média, esses acessórios iam parar nas mãos dos bebês e serviam de mamadeiras primitivas. Bastava pegar um chifre, fazer um furo na ponta e encaixar ali um pedaço de tecido ou pele para a criança sugar. Depois, os pais enchiam o recipiente com água ou leite e davam ao pequeno. A higiene não era o forte da invenção, mas a meninada não reclamava.
 
http://www.bebe.com.br/canais/cuidados_essenciais/bebesnahistoria_2.php
 
sinto-me:
publicado por momentoskatia às 17:35

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 12 de Maio de 2008

O AMOR DA OUTRA MULHER!

 
 
 Depois de 21 anos de casado, descobri uma nova maneira de manter viva a
 chama do amor.
  
 Há pouco tempo decidi sair com outra mulher. Na realidade foi idéia da
 minha esposa.
 
 Você sabe que a ama - disse-me minha esposa um dia, pegando-me de
 surpresa.
 
 A vida e muito curta, você deve dedicar especial tempo a essa mulher...
 
 -Mas, eu te amo - protestei a minha mulher.
 -Eu sei. Mas, você também a ama. Tenho certeza disto.
 A outra mulher, a quem minha esposa queria que eu visitasse, era minha
 mãe, que era já viúva há 19 anos, mas as exigências do meu trabalho e
de meus 3 filhos, faziam com que eu a visitasse ocasionalmente. Essa noite
 a convidei para jantar e ir ao cinema.
 
 -O quê é que você tem? Você está bem? perguntou-me ela, após o convite.
 
 Minha mãe é o tipo de mulher que acredita que uma chamada tarde da
 noite, ou um convite surpresa e indício de más noticias.
 
 - Pensei que seria agradável passar algum tempo contigo - respondi a
ela.
 
 - Só nos dois; o quê acha?
 
 Ela refletiu por um momento.
 
 - Me agradaria muitíssimo -disse ela sorrindo.
 
 Depois de alguns dias, estava dirigindo para pegá-la depois do
trabalho, estava um tanto nervoso, era o nervosismo que antecede a um primeiro
 encontro... e, que coisa interessante, pude notar que ela também estava
 muito emocionada. Esperava-me na porta com seu casaco, havia feito um
 penteado e usava o vestido com que celebrou seu último aniversário de
 bodas.
 
 Seu rosto sorria e irradiava luz como um anjo.
 
 - "Eu disse a minhas amigas que ia sair com você, e ficaram muito
 impressionadas ". Comentou enquanto subia no carro.
 
 - "Elas nem podem esperar para escutar a respeito de nosso passeio. Me
 aguardam amanhã ".
 
 Fomos a um restaurante não muito elegante, mas, sim, aconchegante.
Minha mãe se agarrou ao meu braço como se fosse "a primeira dama".
 Quando nos sentamos, tive que ler para ela o menu.
 Seus olhos só enxergavam grandes figuras.
 Quando estava pela metade das entradas, levantei os olhos; mamãe estava
 sentada do outro lado da mesa, e me olhava fixamente.
 Um sorriso nostálgico se delineava nos seus lábios.
 
 - Era eu quem lia o menu quando você era pequeno - disse-me.
 
 - Então e hora de relaxar e me permitir devolver o favor - respondi.
 
 Durante o jantar tivemos uma agradável conversa; nada extraordinário,
só colocando em dia a vida um para o outro.
 Falamos tanto que perdemos o horário do cinema.
 
 - Sairei contigo outra vez, mas, só se me deixares fazer o convite,
 disse minha mãe quando a levei para casa. Concordei.
 
 - Como foi teu encontro? - quis saber minha esposa quando cheguei
aquela noite.
 
 - Muito agradável... muito mais do que imaginei...
 
 Dias mais tarde minha mãe faleceu de um enfarte fulminante, tudo foi
tão rápido, não pude fazer nada.
 Depois de algum tempo recebi um envelope com copia de um cheque do
 restaurante de onde havíamos jantado minha mãe e eu e uma nota que
 dizia:
 
 - "O jantar que prometi paguei antecipado, estava quase certa de que
 poderia não estar ali, por isso paguei um jantar para ti e para tua
 esposa.
 Jamais poderás entender o que aquela noite significou para mim. Te
amo ".
 
 Nesse momento compreendi a importância de dizer a tempo: "TE AMO" e de
 dar a nossos entes queridos o espaço que merecem; nada na vida será
mais importante que Deus e tua família, dedique tempo a eles, porque eles
 não podem esperar.
sinto-me:
publicado por momentoskatia às 16:16

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 8 de Maio de 2008

Dedicação ao trabalho...

 

 

 

 

Se a oportunidade não bater à sua porta, crie uma!

sinto-me:
publicado por momentoskatia às 16:21

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 6 de Maio de 2008

Declaração do meu amor prá mim...

E te amarei durante toda minha vida;
Te amo nos seus gestos,
Te amo no seu sorriso,
Te amo na sua voz,
Te amo no que você é!!!
Te amarei em tudo...
No ar que respiramos,
No alvorecer da tarde,
No crepúsculo,
Na morte...
Te amo na chuva que cai,
No sol que queima...
Eu quero te amar.
Te amar nas minhas horas de tristezas,
Pois sua lembrança só me traz alegrias;
Te amar quando a alegria chegar,
Pois o amor é alegria
E sou feliz enquanto te amo...
Mesmo que o amor se torne extinto,
Faço questão de te amar;
Mesmo que a luz do mundo acabe,
Quero te iluminar com o meu amor;
E somente a vontade de Deus
Seria capaz de tirar todo esse amor
Que alimenta minha própria existência...
Você mora dentro de mim.
Te amo...
Esta é melhor forma de te dizer como Te Amo. Pois tu és Minha Vida!

 

ISACFRANÇA

sinto-me:
publicado por momentoskatia às 16:10

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O que faz bem e o que faz...

. Envelhecer faz parte da v...

. A alma só envelhece se vo...

. Desabafo de um marido...

. Para maridos que não são ...

. O medo causado pela intel...

. O ESCRAVO ÉSOPO

. 10 comportamentos que pes...

. O mistério da vida...

. Salmo 23

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds