Segunda-feira, 2 de Maio de 2016

Quando o orgulho é maior que o amor...

13100957_510540145737950_4457932694224647735_n.jpg

Em uma certa cidade do Brasil, havia um sacerdote que abençoava os casamentos da redondeza. Até discussão ou dúvida entre os casais, estava ali o sacerdote aconselhando para não haver separação ou dar um tempo na vida a dois.
Pela sua bela orientação, os casais saíam felizes, mas às vezes ficavam enamorados por certo tempo, até se descobrir o verdadeiro amor. Quando não havia amor verdadeiro entre o casal mal sucedido, os dois partiam para um novo amor.
Mas como a maioria encontrava a solução do seu problema conjugal, o casal agradecia de coração pela ajuda do sacerdote. E a notícia se espalhava pela cidade, até que um dia essa solução chegou para dois jovens recém-casados, que só viviam brigando.
Quando o casal jovem chegou diante do sacerdote, o marido fez a seguinte a explicação:
— Oh, sacerdote! Nós não estamos nos entendendo muito bem, quase todo dia é uma discussão.
— Agora estamos decidindo a separação! O que o senhor acha? Disse a esposa jovem.
O sacerdote foi perguntar o motivo da separação, logo de imediato começou uma grande discussão sobre ciúmes de ambas as partes. O homem sábio percebeu que aquela briga surgiu de um ciúme bobo e estava afundando o amor que existia entre eles.
O sacerdote presenteou-os com uma planta e deu o seguinte desafio para o casal:
— Façam o seguinte, tomem essa planta que ainda é muito nova, dificilmente ela se desenvolve pela sua sensibilidade. Coloquem ela no centro da casa, quando ela morrer, vocês podem se separar.
— Tudo bem! Concordou o marido.
— Tá bom! A esposa também concordou.
Assim foram os dois jovens casados para casa e colocaram a planta na sala de jantar em cima da mesa grande. Curiosamente, nenhum dos dois disse nada para o outro. Talvez já estivessem aguardando a morte da tal planta, e mentalmente já se sentiam separados.
Passaram alguns dias e a planta não morreu. Então, numa certa madrugada, os dois se depararam um com o outro, ambos com o regador em punho, prontos para regar a bendita planta. Assim, despertou o amor do casal que a partir daquele instante, se amou como nunca.

Conclusão: Aquela planta simboliza a relação do jovem casal. Nem o ciúme e nem o orgulho foram suficientes para empatar os dois de recomeçarem com os cuidados do amor, se sacrificando em levantar de madrugada para regar a planta, que florescia juntamente com as pequenas flores de amor que nasciam nos ramos da felicidade.
Por causa do orgulho de assumir que ainda se amavam, deixaram o peso das circunstâncias de suas vidas serem mais fortes que o amor.

Atualmente, vários corações ainda desejam recomeçar o casamento, sabendo que nada dará certo se o orgulho ainda persistir. O orgulho é o caminho de se ter um fim solitário.
Tenha consciência de uma coisa, a razão de muitas separações ocorrerem neste mundo moderno é o ORGULHO, que fica travando o amor de continuar se desenvolvendo na vida do casal. Quando o orgulho opera, o perdão fica muito difícil de ser executado na hora da decisão de ambos.
O orgulho não deixa a pessoa se declarar diante da outra, fica travando o coração de pedra, impedindo a declaração. Permitindo assim que o orgulho se torne maior que o amor, acaba apagando o amor que ainda existe, possibilitando assim o orgulho de tomar conta da sua vida.
E o pior, quanto mais tempo o orgulho continuar dominando essa vida, não só perderá o parceiro de amor, como afetará toda a família e parentescos, até chegar a abandonar as amizades que circulam com aquela pessoa que um dia foi o príncipe ou a princesa de sua vida, mas que agora é um verdadeiro inimigo do amor.
Eu peço que você reflita bem antes de tomar qualquer atitude. Pois uma decisão negativa resultará em um final de vida cheio de mágoas, ódio e discórdias. Um dia você vai colocar na cabeça que o amor não existe.
Tome uma decisão! Deixe o amor florescer na sua vida. Se for preciso perdoar, perdoe. Se precisar pedir perdão, peça. Recomece tudo e dê uma chance para você mesmo.
Surpreenda o seu amor com uma linda declaração. AINDA HOJE!!!
Até mais, pessoal! Fiquem com Deus!

fonte - facebook - plantas variadas

publicado por momentoskatia às 02:31

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. 12 dicas de um médico jap...

. Cuidado com nossos filhos...

. Aviso importante!!

. Pense bem...

. Apenas faça...

. Depois dos 35 anos...

. Curiosidades literárias

. O que faz bem e o que faz...

. Envelhecer faz parte da v...

. A alma só envelhece se vo...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds