22
Set 11



Em 15 de dezembro de 1966 morria Walt Disney, o mais famoso desenhista e cineasta estadunidense. Quarenta e quatro anos e um dia depois conto alguns episódios curiosos de sua biografia que por verdade tem muitas curiosidades interessantes desconhecidas do público em geral.

  • Filho adotivo. Devido aos castigos impostos pelo severo pai, Elias Disney, Walt, depois de descobrir que não tinha uma certidão de nascimento, alimentou a idéia de que era filho adotivo.
  • O mais mimado. A pessoa melhor recompensada pela Academia de Cinema é Walt Disney. O pai de Donald obteve mais de 60 indicações e recebeu impressionantes 26 Oscar, principalmente por seus curtas de animação.
  • Desenhista precoce. Ainda criança Walt gostava muito de desenhar e dedicou-se a isso apaixonadamente. Passava horas no bosque, observando os animais, para desenhá-los depois em seu caderno.
  • Entretenimento. Walt Disney, que tinha um implante dentário de madeira, dizia: "Prefiro entreter as pessoas com a esperança de que aprendam algo que ensinar com a esperança de que se entretenham".
  • Mudança de nome. Walt Disney escolheu o nome de Mortimer para seu mais famoso ratinho animado, mas sua esposa Lillian convenceu-lhe para que trocasse o nome para Mickey. O próprio Walt foi quem dublou a voz de Mickey Mouse durante vários anos.
  • Empreendedor. Em 1922, antes de criar a Disney Company, Walt fundou a companhia Laugh-O-Gram Films, com a qual realizou bem sucedidos curtas-metragens baseados em contos infantis. No entanto, as despesas de produção superavam os ganhos e um ano depois a empresa faliu.
  • E fez-se a cor. Walt Disney introduziu o ®Technicolor (tecnologia da cor usada até hoje nos filmes) para a produção de Silly Symphonies.
  • Câmera multiplano. Em 1936, Walt Disney inventou a câmera multiplano, capaz de sugerir profundidade de campo graças a um engenhoso sistema de superposição de cinco lâminas filmadas em um mesmo plano para simular a distância. Usou-a pela primeira vez em Branca de Neves e os sete anões.
  • Dali e Disney. Salvador Dali e Walt Disney trabalharam juntos em 1946 em Destino, um curta de animação com traços surrealistas que pretendia narrar uma bela história de amor e remarcar a importância do tempo. Em 1946 somente rodou-se uma sequência experimental de 15 segundos. Em 2003, um sobrinho do fundador, Roy Disney, retomou o projeto e recuperou os desenhos e as primeiras ideias em que se baseava o curta-metragem.
  • Senso do humor. Em certa ocasião perguntaram a Walt Disney o que ele achava de ser uma celebridade. "Nunca me ajudou a fazer um bom filme ou dar um bom golpe no polo, ou que minha filha me obedeça. Nem sequer serve-me de nada com as pulgas que infestam meus cães... bobagem", respondeu.
  • Disney congelado: Diz a lenda, propagada por uma bando de replicantes de e-mails, que Disney após descobrir que tinha uma doença incurável, teria solicitado que criogenizassem seu corpo até que fosse descoberta a cura para a doença. Não, pela enésima vez, Walt Disney NÃO foi congelado.



Leia mais em: Curiosidades sobre Walt Disney - Metamorfose Digital http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=16064#ixzz1YiCLUa8U

publicado por momentoskatia às 20:18
sinto-me:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
17

18
19
21
23
24

25
26
27
28
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO