30
Jan 08

Dizem que saudade é uma palavra exclusiva de quem fala português...

 
Saudade pode ter vindo do latim, nossa língua mãe: solitate. E quer dizer solidão. Quem tem saudade é porque está sozinho.
 
Mas saudade pode ter vindo do árabe, uma das línguas que deixam suas marcas no português. “As expressões suad, saudá e suaidá significam sangue pisado e preto dentro do coração, além de serem metáforas de profunda tristeza”, diz o dicionário. Quem tem saudade, portanto, está triste, com “dor” no coração.
 
Assim sendo, a palavra está carregada de melancolia. Por que, então, um dia para a saudade?
 
Porque a saudade é boa. Só temos saudade do que foi bom, de quem foi querido, de quem sentimos falta, de um lugar que nos fala ao coração... Ninguém tem saudade da dor, mas a dorzinha que fica por algo muito bom, essa na tem problema.
 
O problema da saudade é quando ela toma o lugar da realidade, do presente. Daí já nem é saudade e pode ser apenas tristeza de não estar feliz, de não saber ser feliz ou de não querer ser mais feliz.
 
A saudade boa dá poesia, música. A outra assim chamada saudade precisa de cura.
 
A saudade boa dá um aperto no coração; a outra, entrava o coração.
 
E coração não pode viver só de saudade, porque corre o risco de não fazer poesia, nem de criar música, apenas de instalar-se num mundo pequeno, fechado, que se corrói e se consome em seu próprio fantasiar e dor.
 
Neste dia da saudade, não abandonemos as boas lembranças e cantemos como os salmistas que não deixam nunca de falar dessa saudade do infinito que mora em nosso peito e que nos faz desejar ardentemente ver a face a Deus.
publicado por momentoskatia às 16:45
sinto-me:

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
17
19

20
24
26

27
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO