18
Set 09

 


 
 
Sou barco a derivar nas mãos divinas e me sinto segura
A brisa refrescante do seu amor me mantêm
O vai e vem do barco me acalenta
Durmo e acordo sonhando com o bem maior
O bem comum
 
O sol brilhante me desperta
E acordo para a vida
Me entrego a deriva
Minha alma encontra inspiração
Desenvolvo todos os dons
Exploro todos os sentidos
 
Que bom é estar em mãos seguras
E entregar-se de corpo e alma
Não há tormenta que a derrube
Nem furacão que te lance ao léu
 
Ana Maria Fonseca
15 de outubro de 2002
publicado por momentoskatia às 20:22
sinto-me:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
16
19

20
21
24
26

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO