05
Nov 20

88363979_10216447102872385_2832690541286653952_n.j
O primeiro fim do avental da avó foi proteger a roupa de baixo.

Depois... serviu como luva para tirar a panela do fogão...

Foi maravilhoso para secar as lágrimas dos netos e também para limpar as suas caras sujas.

Do galinheiro, o avental foi usado para transportar os ovos e, às vezes, os pintinhos.

Quando os visitantes chegavam, o avental servia para proteger as crianças tímidas.

Quando fazia frio, á avó servia-lhe de agasalho.

Este velho avental era um fole agitado para avivar o lume da lareira.
Era nele que levava as batatas e a madeira seca para a cozinha.

Da horta, servia como um cesto para muitos legumes: depois de apanhadas as ervilhas, era a vez de arrecadar nabos e couves.
E, pela chegada do Outono, usava-o para apanhar as maçãs caídas.

Quando os visitantes apareciam, inesperadamente, era surpreendente ver quão rápido este velho avental podia limpar o pó.

Quando era a hora da refeição, da varanda, a avó sacudia o avental e os homens, a trabalhar no campo, sabiam, imediatamente, que tinham que ir para a mesa.

A avó também o usou para tirar a torta de maçã do forno e colocá-la na janela para arrefecer.
Passarão muitos anos até que alguma outra invenção ou objeto possa substituir este velho avental da minha Avó.
Em memória das nossas avós...
Tradução e adaptação livre de um texto, em Castelhano, em CITAS LITERÁRIAS.

Fonte: Facebook - António Serrano

 

Em especial às minhas avós

Maria que está com 103 anos e

Catarina que foi embora com 89 anos...

e seus aventais... 

publicado por momentoskatia às 21:55

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Novembro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO